Fossa Séptica e Sumidouro: Como Funcionam

Fossa Séptica e Sumidouro: Como Funcionam

O tanque séptico, mais conhecido como fossa séptica, foi a primeira unidade inventada para o tratamento de esgotos e até hoje é a mais extensivamente empregada. Saiba a seguir como funciona e como deve ser instalada.

Fossas sépticas evitam o lançamento dos dejetos humanos diretamente em rios, lagos ou mesmo na superfície do solo. Além do aspecto ecológico, elas são importantes no que se refere à proliferação de doenças. Por isso são essenciais aos projetos arquitetônicos que acolherão pessoas.

Trata-se de um tanque enterrado que recebe os esgotos (dejetos e águas servidas), retém a parte sólida e inicia o processo biológico de purificação da parte líquida (efluente).

Veja a seguir suas características e regras de construção e instalação.

Características Técnicas do Tanque ou Fossa Séptica

A digestão anaeróbia representa um sistema ecológico delicadamente balanceado, onde cada microrganismo tem uma função essencial.

Os tanques ou fossas sépticas consistem em unidades de escoamento horizontal e contínuo que realizam a separação de sólidos leves e pesados, decompondo-os em anaeróbio.