Fossa séptica e sumidouro qual a diferença

Fossa séptica e sumidouro qual a diferença

Fossa séptica e sumidouro qual a diferença – O descarte irregular de esgoto nos rios ou galerias de águas pluviais é crime ambiental e pode gerar multas gravíssimas.

Por isso, para evitar que o esgoto doméstico danifique a natureza, unidades como a fossa séptica e sumidouro são necessárias.

Tratar corretamente o esgoto, evitar o lançamento de dejetos humanos em rios, lagoas e na superfície do solo, são algumas das funções da fossa séptica e sumidouro. Além disso, ajudam a evitar a proliferação de doenças. Tais unidades de tratamento costumam ser confundidas, por atuarem juntas no descarte correto de efluentes.

Para entender melhor as diferenças entre fossa séptica e sumidouro e seus respectivos processos, continue lendo esse artigo da Limpa Fossa Porto Alegre.

Entenda as diferenças entre fossa séptica e sumidouro

Sumidouro

A relação entre fossa séptica e sumidouro é essencial. O sumidouro é parte do sistema da fossa séptica e desempenha uma das etapas no tratamento dos efluentes. A instalação deve ser realizada conforme as regras, que determinam a distância mínima e o tipo de solo necessário para tal processo. Seu objetivo é destinar parte dos efluentes, eliminando-os do ambiente, sem prejudicar a flora, fauna e os recursos naturais.

Como funciona o processo?

O sumidouro é uma espécie de tanque instalado ao lado da fossa. Nele ocorre a etapa final do processo de tratamento primário do esgoto: o líquido é reaproveitado ou devolvido ao meio ambiente.

Depois deste processo, o líquido é depositado no sumidouro. Pela sua instalação ser, geralmente, em áreas rurais, o sumidouro devolve o líquido para a natureza por meio do solo. Tal etapa tem como objetivo não prejudicar a natureza. Em alguns casos, o sumidouro pode estar ligado a outras tubulações, a fim de destinar todos os dejetos da fossa.


O que é a Fossa Séptica?

A fossa séptica é um tanque enterrado responsável por receber e tratar o esgoto (dejetos e águas servidas). Portanto, é utilizada principalmente em locais rurais e que não possuem sistemas de coleta de esgoto. Por meio dela, é possível evitar que os dejetos humanos sejam lançados diretamente em rios, lagos, ou até mesmo na superfície do solo.

Suas unidades são simples, de fácil operação e baixo custo, capazes de realizar diversas funções simultaneamente. Além disso, ela evita que doenças se espalhem, sendo essencial para projetos de casas.

A fossa séptica, ou tanque séptico, é um dos sistemas de tratamento de esgoto mais conhecidos no mundo. Em outros países este tipo de sistema é comum até mesmo em zonas urbanas. Tal tipo de fossa é uma estrutura fundamental e que possibilita a qualidade de vida, seja em ambientes residenciais e comerciais.

Como funciona o processo da fossa séptica?

O processo entre a fossa séptica e sumidouro são interligados. A fossa séptica funciona por meio de diversos processos químicos e biológicos. Estes garantem o tratamento correto para os dejetos, anulando os efeitos nocivos à natureza.

A coleta do material dentro do tanque séptico é a primeira etapa do funcionamento da fossa séptica. O primeiro processo é chamado de decantação, sendo a gravidade responsável por separar os líquidos dos sólidos. Os dejetos sólidos se encontram depositados no fundo do tanque e formam o que é chamado de “lodo”. Este material, quando em excesso, pode causar transbordamento, além do mau cheiro e aparecimento de pragas. Por isso, a limpeza de fossas é de extrema importância para o seu bom funcionamento e para saúde pública.

Após a separação entre as partes sólidas e líquidas do esgoto, o processo de decomposição é iniciado. Trata-se de um procedimento complexo, realizado por bactérias anaeróbicas que devem estar saudáveis para realizar a tal função. Em seguida, os dejetos ficam divididos entre lodo, dejetos líquidos e a camada quase sólida que boia na parte líquida, chamada de escuma.

Enquanto o tanque séptico encontra-se enchendo, o líquido é despejado na parte inferior do segundo tanque. Nele, o líquido é filtrado por elementos naturais, como cascalho e pedras. Sendo assim, este é o último processo da fossa séptica antes do líquido ir para o sumidouro.


Limpeza de fossa é com a Limpa Fossa Porto Alegre!

Se essas informações foram úteis para você, não deixe de acessar o nosso blog. Aqui, você sempre encontrará diversas dicas sobre assuntos como este.

Caso esteja necessitando do serviço de limpeza de fossa, você pode contar com a Limpa Fossa Porto Alegre, pois aqui não realizamos o aluguel dos equipamentos. Nosso método de limpeza é o caminhão limpa fossa, sistema que pode ser utilizado em fossas sépticas, fossas secas, fossas negras, caixas de gordura, bacias de tratamento e sumidouros.

Por: Fossa séptica e sumidouro qual a diferença