Limpa Fossa em Azenha

Limpa Fossa em Azenha

A Limpa Fossa em Azenha conta com equipamento para retirar os resíduos e limpar o seu tanque estamos a disposição. Temos um diretório completo de limpa fossa licenciados, com referências e preços competitivos para fazer o serviço de Limpa Fossa em Azenha. Pode ser um tanque imenso ou até mesmo um bem simples que os serviços são sempre da mais alta qualidade. Ligue agora mesmo sem compromisso.

Nossos funcionários são treinados para explicar claramente quais são as opções disponíveis para a realização do serviço de Limpa Fossa em Azenha, deixando você livre para decidir qual a opção que mais agrada. Cuidar bem do seu sistema séptico é economizar em custos de manutenção e proteger a qualidade da água. Não espere até que você tenha um problema, a limpeza de rotina aumenta a vida útil do tanque além de prevenir falhas no sistema.

Temos equipes preparadas para atender em todos os bairros. Fale com a Limpa Fossa em Azenha e receba orçamentos e tire suas duvidas. Para uma boa manutenção do sistema, você precisa ter o seu tanque séptico bombeado e limpeza a cada um a três anos. Em média uma casa com dois banheiros e três ocupantes irá produzir mais de 150.000 litros de águas residuais por ano, isso significa uma media de 400 litros por dia!

Receba agora os orçamentos de Limpa Fossa em Azenha sem compromisso. Esgotamento de fossa séptica, fossa negra, sumidouros, tanque de decantação e poços de recalque.  Poucos proprietários conhecem o sistema de funcionamento de uma fossa séptica, o sistema séptico fornece um serviço essencial e é um dos sistemas mais importantes em sua casa. Seu tanque séptico recolhe e trata os resíduos provenientes de todo o esgoto.


Limpa Fossa

Azenha em Porto Alegre

Azenha em Porto Alegre

Azenha é um bairro da cidade brasileira de Porto Alegre, capital do Estado do Rio Grande do Sul. Foi criado pela lei 2022 de 7 de dezembro de 1959 com os limites alterados pela lei 4685 de 21 de dezembro de 1979. A Azenha teve início quando Francisco Antônio da Silveira, um açoriano que chegou a Porto Alegre na metade do século XVIII, instalou-se na margem sul do arroio Dilúvio, nas proximidades do atual Hospital Ernesto Dornelles.

A construção neste local, por volta de 1760, de um moinho movido a roda dágua — uma azenha — para moer trigo, transformou Silveira no “Chico da Azenha” e batizou a região. Silveira converteu-se no primeiro plantador de trigo e fabricante de farinha de Porto Alegre. Tendo em vista o desenvolvimento de suas atividades comerciais, o açoriano ergueu uma ponte sobre o arroio Dilúvio para viabilizar o tráfego entre as duas margens, a Ponte da Azenha.

A estrada que se dirigia desta ponte até o atual Centro da cidade ficou conhecida como o Caminho da Azenha. Atualmente ela corresponde à Avenida João Pessoa e à Avenida da Azenha. A ponte de pedra da Azenha foi também local da primeira batalha entre revolucionários e legalistas na Guerra dos Farrapos, no noite de 19 de setembro de 1835, com vitória dos farroupilhas que, no dia seguinte, viriam a tomar a cidade. Com o tempo, o bairro acabou por se desenvolver em direção à região sul da cidade.

O processo de urbanização teve avanço a partir de 1870, quando um abaixo-assinado de moradores solicitou ao poder público a instalação de lampiões nas ruas. Em 1905 teve início o trabalho de calçamento do antigo Caminho, já chamado de Rua da Azenha.

Na Azenha, até meados do século XX, existiam vários comércios populares, a maioria de imigrantes ou descendentes, como a padaria Esteves; a confeitaria do “seu” Cardoso; a alfaiataria Castel, cujo proprietário, Henrique Falk, era um judeu que fugiu dos pogroms na Ucrânia. Todos esses estabelecimentos ficavam próximos ao cinema Castelo.

Lá também ficava a antiga Rua Cabo Rocha, onde se concentravam os prostíbulos, muito visitados por turistas, principalmente pelos marinheiros que chegavam de navio à cidade. Nessa mesma rua também ficava o Cabaré do Galo, frequentado por Lupicínio Rodrigues, que lá compôs e cantava muitas de suas famosas canções de dor-de-cotevelo.A rua teve seu nome mudado e, atualmente, é a Rua Professor Freitas e Castro.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Azenha