Problemas com descasos de fossas

Problemas com descasos de fossas

Problemas com descasos de fossas, uma cena comum de ver é os problemas causados por descasos com fossas.

Uma fossa estoura e dependendo do lugar, o esgoto corre meses a céu aberto.  Esse descaso pode atrapalhar e muito a vida das pessoas que vivem ali ou nos arredores. As fossas nas residências são de responsabilidades dos próprios.

Moradores em lugares públicos como praças, ruas, o serviço deve ser realizado pela prefeitura e órgãos responsáveis. Algumas pessoas até já se acostumaram com a situação, outras sabem que esse problema é um descaso.

E falta de respeito com o próprio cidadão. A manutenção das fossas deve ser feita regularmente por empresas especializadas em limpeza de fossa licenciadas pela Cetesb para que o esgoto não polua o solo.

E entre em contato com as pessoas, rios e transmita doenças. O saneamento básico é um direito da população.


Por que o descaso não pode acontecer?

Quando o esgoto é bem tratado não é apenas a população que sai beneficiada, o governo também. A importância de um sistema hidráulico de coleta, bem como afastamento e tratamento de esgoto fazem parte da saúde pública.

O esgoto em contato com pessoas e animais pode proliferar doenças, poluir os corpos d’água dos receptores e afetar o meio ambiente. Do ponto de vista econômico, o tratamento adequado de fossa pode diminuir os gastos.

Com tratamentos de doenças de origem hídrica, valorizar aquela área urbana, ampliar a segurança e economia e ainda aumentar o lazer e o turismo. Consequentemente, o governo também ganha com isso.

 Mas, mesmo o próprio governo ganhando com isso, a realidade que vemos é outra. O descaso com a população continua. Esgoto correndo a céu aberto, fossas que estouram e ruas que ficam entupidas  devido ao esgoto.

Mas o descaso com fossas nem sempre é culpa do governo. Muitas vezes a população também é responsável por essa situação. O crescente aumento de lixo jogado em lugar incorreto e na rua.

Aumenta as possibilidades das fossas ficaram entupidas em dias de chuva, afetando as ruas que ficam alagadas. Em alguns casos a própria população joga dejetos em fossas improvisadas pelos mesmos moradores que ali vivem. 

E nessa situação que é tão comum em diversas cidades e regiões do Brasil, segundos os especialistas, é possível afirmar que o crescimento da cidade não foi aliado ao desenvolvimento da população.


Tratamento adequado

O descaso com as fossas causa uma série de consequências tanto para as pessoas que vivem naquele lugar, sem o tratamento adequado, bem como para o meio ambiente. Além da contaminação do lençol freático.

Também o assoreamento de áreas de nascentes, impermeabilização do solo e o esgoto em contato direto com as fontes de água sejam rios, ou nos próprios poços. O desenvolvimento das cidades muitas vezes não é acompanhado.

Pela construção de redes de esgoto. E a combinação de poços e fossas nos quintais das casas facilitou e muito a contaminação dos lençóis freáticos. Para que isso não ocorra, cada município, região e estado.

Tem secretárias e prestadoras de serviço que vão cuidar para queesses problemas não aconteçam. Por isso, as bocas de lobo, bueiros, galerias de águas pluviais, canalizações e retificações de córregos são de responsabilidade.

Desses órgãos, já que a saúde pública é um direito de todos. O esgoto doméstico é composto de água (99,9%), materiais sólidos e micro-organismos (0,1%). São estes micro-organismos que provocam a poluição das águas.

O tratamento de esgoto vai possibilitar condições mais naturais dos rios, preservando o meio ambiente e irá garantir uma água mais limpa. Além de evitar a propagação desses micro-organismos que podem contaminar o ar e o solo.

Como já explicado, população, governo e meio ambiente é que são os beneficiados com o tratamento adequado do esgoto e da água. E concluindo mais este artigo do nosso blog é muito importante.

Lembrarmos que para evitar o descaso, a limpeza da fossa deve ser feita por empresa de limpa fossa que respeite o meio ambiente, e para isso, ela deve estar licenciada junto a Cetesb.

Há muitas pessoas que possuem fossa séptica em suas residências. Este sistema se trata basicamente de um tanque onde são despejados os dejetos que vêm dos banheiros e das pias das cozinhas.

A fossa é considerada uma unidade de tratamento primária dos efluentes domésticos — em que sobrevém a primeira separação físico-química dos materiais, quando a parte sólida se deposita no fundo do tanque.

Além de ser uma solução simples e barata de recolher os restos oriundos do consumo e rotina doméstica. O grande problema ocorre na hora de fazer a limpeza da fossa, trazendo dificuldades e muitos contratempos ambientais.

Se for mal feita ou realizada por pessoal não especializado. Veja a seguir alguns transtornos que podem ocorrer caso esta limpeza não for realizada corretamente.


Arruinar o recipiente ou a tubulação da fossa

Os proprietários muitas vezes tentam, sozinhos, limpar as fossas e usam objetos pontiagudos ou substâncias muito corrosivas para limpar a caixa. Desse modo, podem arruinar o recipiente ou a tubulação do sistema.

 Sendo necessário a substituição de várias partes da estrutura da fossa. Tomar medidas erradas pode fazer com que você gaste muito mais tempo e dinheiro para ter sua fossa limpa.


Infiltrações ou entupimentos

São comuns os casos em que somente quando o reservatório utilizado como fossa já apresenta alguns problemas graves de mau cheiro, infiltração ou entupimento as pessoas procuram resolver os contratempos.

O ideal é que se mantenha atento à situação da descarga e ao volume disposto na fossa, e chamar uma empresa especializada para verificar periodicamente as condições do local.

Para que continue decompondo o esgoto com segurança, a fossa deve ser limpa anualmente ou quando estiver se mostrando cheia.


Colocar a saúde em risco

A manutenção da fossa exige que, ao abrir a caixa de gordura, se espere um pouco para que o gás altamente fétido e explosivo que emana do lugar se dissipe um pouco. Deve-se deixar que o local ventile.

 A exposição mais intensa não só é tóxica, como põe em risco sua saúde e a vida de seus familiares, devendo-se manter o lugar longe de materiais e objetos inflamáveis, como fósforos, isqueiros e cigarros.


Prejudicar o funcionamento correto da fossa

Não conhecer como a fossa funciona pode fazer com que ela pare de operar adequadamente. Ao retirar todo o resíduo da fossa, você prejudica este processo. Por isso, a forma certa de lidar com o reservatório.

É deixando pelo menos 10% dos resíduos no local, ao invés de remover todo o material sólido da fossa.


Não saber prevenir de problemas futuros

Quando a limpeza é improvisada por uma pessoa não qualificada, alguns ocasionais problemas podem passar despercebidos ao seu olhar, como, por exemplo, se existe alguma infiltração ou se a tampa está bem vedada. 

Uma equipe que foi treinada para o serviço vai não só identificar o inconveniente, como também vai sugerir a melhor solução, de sorte a impedir os transtornos futuros.


Espalhar os resíduos por não fazer a sucção apropriada

A limpeza adequada da fossa exige o uso de uma bomba de alta pressão para fazer a sucção dos resíduos. Se o equipamento não apresentar potência suficiente para o serviço, os resíduos poderão ficar espalhados pelo local.

Dificultando a remoção posterior. Vale dizer ainda que, se o material estiver muito sólido, ele precisa ser diluído em água, a fim de não danificar a bomba de sucção.


Prejudicar a natureza ou ter os resíduos parados em casa

Depois de remover os resíduos da fossa séptica, deve-se trasladar o material para o local mais adequado para tratamento e posterior despensa na natureza, sem que o esgoto residencial.

Se estacione em sua residência ou prejudique o meio ambiente. O proprietário não vai precisar se preocupar com isso ao contratar uma empresa especializada na limpeza de fossas, visto que a companhia terá o caminhão.