Tipo de fossa para sua necessidades

Tipo de fossa para sua necessidades

Tipo de fossa para sua necessidades – Você conhece as fossas e sabe para que cada uma delas serve? Existem vários tipos, e cada um auxilia em um processo, confira. Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), milhões de brasileiros ainda vivem sem rede de esgoto em suas residências. Nesses casos, geralmente, os moradores utilizam diversos tipos de fossas de acordo com suas necessidades.

Limpeza de fossa séptica periódica

Para conhecer mais sobre os tipos de fossas e suas características, continue lendo esse artigo da Limpa Fossa Porto Alegre 24 horas. Conheça os tipos de fossas e suas características

Fossa Negra – A fossa negra é um modelo rudimentar, oferecendo menos segurança ao meio ambiente e ao usuário. É escavada diretamente no terreno, sem nenhum tipo de revestimento. Neste tipo de fossa, os dejetos caem diretamente no solo. Parte deles se infiltra no solo e outra sofre a decomposição no fundo do compartimento, sem escoamento. Sendo assim, a possibilidade de contaminação ambiental se eleva, prejudicando a saúde. Por isso, a fossa negra deve ser limpa e esvaziada regularmente, ainda mais que as outras.

Esse tipo de fossa é uma alternativa relativamente barata, utilizada popularmente em diversas regiões do país. Entretanto, é proibida em várias cidades e estados, sendo uma solução provisória até a finalização da fossa séptica.

Fossa séptica – Feita de cimento ou alvenaria, a fossa séptica é uma cavidade subterrânea que separa os materiais sólidos e líquidos. A fossa séptica possui 3 câmaras em sua formação. A primeira é a digestão, em que as bactérias absorvem os resíduos existentes. Em seguida, a decantação, em que os resíduos suspensos são despejados em outro recipiente. E a câmara de espuma, que recebe tudo aquilo que não foi decantado. Além disso, estabiliza os gases, permitindo que os efluentes sejam devolvidos à natureza sem causar danos.

Devido à possibilidade de haver organismos patogênicos, a parte sólida deve ser retirada periodicamente. Tal procedimento é feito por meio de um caminhão limpa-fossas. Além disso, ela deve ser transportada para descarte em estações de tratamento de esgoto (ETE’s). Neste tipo de fossa, os esgotos não tratados permanecem por algumas horas. Depois disso, são lançados no solo ou numa rede de coleta. É considerado o modelo de fossa mais segura, pois possui tampa e não contamina o solo nem a água.

Fossa Seca – A fossa seca tem como objetivo armazenar predominantemente material orgânico sólido e pastoso, não sendo adequada para líquidos. Sua construção deve ser a, pelo menos, 10m da casa e 15m de qualquer fonte d’água, como poços. Além disso, não deve ser construída em terreno sujeitos a inundações e não pode ser aberta sobre qualquer tipo de lençol d’água subterrâneo. Sendo bastante rudimentar, ela é apenas uma solução sanitária individual. É realizada por meio de uma escavação direta no solo do terreno, sem revestimentos. 

A localização desse tipo de fossa é 30 metros do poço, em um nível baixo. Seu fundo, a “casinha” como é conhecido, deve estar a 1,5 metros acima do lençol freático. Ele pode ser feito com placas de concreto, sendo as dimensões das paredes 2,5cm de espessura. Seja qual for o tipo de fossa, a limpeza é extremamente necessária para o seu bom funcionamento e para a saúde. Para isso, você pode contar com a Desentupidora Líder. Oferecemos serviços de qualidade e uma equipe altamente qualificada. 

Fossa sumidouro –  Sumidouro é um poço sem laje com aproximadamente 1m de diâmetro e mais que 3m de profundidade, que permite a penetração do efluente da fossa séptica no solo. Os sumidouros podem ser feitos com blocos de concreto ou com anéis pré-moldados de concreto. A construção de um sumidouro começa pela escavação do buraco no local escolhido, a cerca de 3m da fossa séptica e num nível um pouco mais baixo, para facilitar o escoamento dos efluentes por gravidade.

Fossa Absorvente – Quando o terreno é muito permeável, como nas casas de praia, por exemplo, os esgotos podem ser lançados numa fossa absorvente (sumidouro), feita com tijolos separados, como no croqui. O marco é necessário para a sua posterior localização, para um possível reparo.IMG-20160506-WA0035

Campo de Absorção –  Ainda para os solos permeáveis outra solução é o campo de absorção que pode se constituir em um excelente projeto de irrigação sub-superficial. O esgoto deve passar, antes, por uma fossa séptica e por uma caixa de distribuição. A Faz Forte também produz tampas para fossa, fabricada em aço carbono garante segurança, durabilidade e proteção a sua fossa.


Tipo de fossa para sua necessidades


Tipo de fossa para sua necessidades

A fossa séptica irá purificar a água proveniente dos vasos sanitários com objetivo de devolvê-la para o meio ambiente com um menor impacto ambiental. Durante o processo, portanto, será realizado a separação e transformação físico-química da matéria sólida presente no esgoto. Como resultado é realizada uma estabilização ideal dos gases. Na fossa séptica só entram os dejetos que vem do vaso sanitário.

A água que vem das pias e ralos devem seguir para outro caminho, uma vez que elas contam com a presença de detergentes e sabão que podem matar micro-organismos que são necessários para a decomposição do esgoto.